jusbrasil.com.br
11 de Maio de 2021
    Adicione tópicos

    Santos: Defensoria Pública de SP ajuíza ação para pedir suspensão de aumento de tarifa no transporte coletivo

    Defensoria Pública de São Paulo
    há 4 anos

    A Defensoria Pública de SP na cidade de Santos ingressou, no último final de semana, com uma ação cautelar perante o Judiciário, visando impedir o aumento da tarifa de ônibus da cidade, determinado por um decreto da Prefeitura do publicado em 6/1.

    Segundo o decreto, a tarifa será reajustada por um índice 300% mais elevado que a inflação do último ano, passando para o valor de R$3,85.

    De acordo com os Defensores Públicos Alexandro Pereira Soares e Fabrício Feres Furlan, deve ser observado o art. 151 da Lei Orgânica Municipal, que determina que “o valor da tarifa deve ser condizente com o poder aquisitivo da população”. Ainda nesse sentido, os Defensores argumentam que o valor praticado pelo decreto é apenas R$ 0,05 (cinco centavos) menor do que o preço da tarifa de ônibus executivos, também conhecido como seletivos. Eles avaliam que o aumento acarreta prejuízos aos cidadãos, que teriam que pagar “tarifa semelhante a de ‘ônibus de luxo’ por um serviço essencial, já tão deficitário”.

    Na ação, os Defensores pedem a suspensão do aumento da tarifa municipal de transporte público, até que seja apresentado um estudo técnico que comprove que este reajuste seja condizente com o padrão financeiro dos usuários santistas, além de parecer da Comissão Municipal de Transporte.

    A ação cautelar foi distribuída no último domingo, durante o recesso judiciário, mas encaminhada pelo Juízo plantonista à Vara da Fazenda Pública local, que ainda irá apreciá-la.

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)